Instagram

PessoALL,

 

sei que tô sumidinha, mas em breve farei novos posts para a nooooossa alegria!!

 

Vim aqui pra dizer que mamãe fez uma conta no instagram pra mim! Eba! Quem quiser me seguir, estou lá como @adele_meow.

 

Lambeijos

Advertisements

Ziriguidum…

Atrás da verde e rosa só não vai quem já morreu, ô...

Atrás da verde e rosa só não vai quem já morreu, ô…

 

PessoALL,

 

Eu não tô entendendo nada! Fico avistando da minha varanda coisas muito estranhas acontecendo lá embaixo. Tá uma barulheira na rua, vejo os humanos com umas coisas brilhosas, penduradas no corpo, gritando e se remexendo muito, quem nem naquele filme Madagascar. Aí, do nada, papai e mamãe me aparecem aqui desse jeito! Papai colocou umas músicas muito esquisitas e mamãe abriu uma sacola cheio desses negócios coloridos.

 

E você acha que o pior está nisso, nos meus pais estarem dodóis como os humanos barulhentos lá de baixo? Que nada! Mamãe começou a querer colocar esses negócios em mim e papai com um negócio na mão que sai uma luz forte que bate no meu olho, ai papai, pára com isso! Aí a mamãe me mostrou aquela foto ali, disse que eu faço parte da “Mangueira do amanhã”. Por que não pode ser da torneira, e ainda hoje? Não saem água das duas? Eu, hein…

 

Só sei que fugi, saí correndo mesmo, mas mamãe me pegou e colocou outra coisa na minha cabecinha:

 

Se segura, Djokovic!!

Se segura, Djokovic!!

 

Nessa daí ela disse que eu sou tenista. Ai, mamãe, tá me deixando preocupada! Eu não sou tenista, eu sou meísta! Eu pego todas as meias do papai, e não é só do tênis não, pego dos sapatos também, porque tem um cheirinho de queijo tão gostoso… hummmm…

 

Bom, eu vou lá cuidar dos meus pais, espero que voltem ao normal logo. Vocês também, se cuidem para não ficarem assim, tá?

 

Cabeçadinhas,

 

Adele.

Liberdade, liberdade!!!

Minha barriguinha rosinha!

Minha barriguinha rosinha!

 

Oi, pessoALL!

 

Tô aqui pra dizer que tô bem! Minha mãe finalmente tirou aquele treco azul horroroso que me impedia de pular na pia e na madeirinha da varanda! Muito bom estar livre pra poder brincar como sempre! Tudo bem que demorou, depois a minha mãe ainda me enrolou com um pano cheio de fitas grudentas e me levou de novo naquela casa fedida onde tudo começou, mas a moça de rosa só cortou umas coisas que estavam na minha barriga (achei graça, porque ela tirou com uma tesoura, eu tirei tão mais rapidamente com a minha linguinha) e depois liberdade em casa!!!!!

 

Queria agradecer à todos os tios e tias que deram força pra mamãe neste período. Ela ficou muito triste e preocupada, mas eu não queria brincar, só queria ficar na cama, mas tô de volta!

 

Muitos lambeijos para todos e dá licença que eu tenho que dormir – se minha mãe deixar, né? Adora ficar tirando estas fotos indecentes!

 

(P.S.: tô de mal com o Simon. Tudo bem que ele ficou do meu lado o tempo todo, mas cara, ele nem pra me defender e falar pra minha mãe tirar aquilo do meu corpinho? Odeio quando ele fica caladão!)

Recadinho breve

PessoALL,

 

só pra dizer que estou ausente porque fui castrada. Não sei direito o que é isso, mas estou meio zonza para aprender qualquer coisa nova por hora. Então mamãe fez o favor de digitar enquanto eu miava só para avisar aos meus coleguinhas que estou bem, mas preciso descansar.

 

Até daqui a pouco!

 

Lambeijos,

 

Adele.

Dona Baratinha

PessoALL,

eu sou uma caçadora nata! Nas minhas outras vidas, eu vivia pela floresta, sempre atrás destes bichos vorazes que atacavam os indefesos. E nesta vida não tem sido diferente.

Vim contar para vocês hoje a história da Dona Baratinha. Certa vez, mamãe chegou em casa com algumas sacolas e me disse toda feliz:

– Filhaaaa, tenho um presentinho para você!

Oba, é hora de whiskas sachet, pensei com meus miolinhos, e tratei logo de pular em cima da mesa para ver quantos a mamãe havia comprado. Só que não era whiskas sachet. Era uma barata. Esquisita, preta de bolinhas brancas, nunca tinha visto desse jeito. Fiquei com pena da minha mãe e nem quis contar à ela que não precisava ter gasto dinheiro com isso, afinal, aqui em casa tem uns buracos em que elas sempre saem sem minha mãe ver. Mas ela estava tão contente que resolvi me divertir com o brinquedo novo. Até deixei ela gravar um vídeo!

A gata Adele e sua amiga baratinha!

 

Uns dias depois, eu vi a prima da Dona Baratinha, a Dona Cascudona, sair de um dos buracos aqui de casa. Aí tentei colocar ela de volta, antes que minha mãe visse e ficasse triste. Tarde demais! Mamãe viu, mas achou que eu estava brincando no buraco, o que ela já me disse várias vezes para não fazer. Levei uma borrifada de água no meu rostinho e pensei: mamãe achou que eu estava sendo malcriada! Ah, isso não ia ficar assim, vem cá Dona Cascudona, que eu vou te dar de presente pra mamãe fazer as pazes comigo! Afinal, se ela comprou uma baratinha pra mim, vai gostar se eu der uma pra ela! Mas a mamãe saiu correndo e gritando. Bom, enquanto ela não voltava, eu tentava pegar o presente pra ela, só que ela voltou e começou a tacar umas coisas em cima da Dona Cascudona.

 

Resumindo, a mamãe pegou o presente, guardou no arquivo eterno e fez um carinho em mim. Só fiquei sem entender o motivo dela gostar apenas da Dona Baratinha, aquela preta de bolinhas brancas que, cá entre nós, está mais pra Dona Tartaruga, pois é lerda demais!

Sobre o Simon

PessoALL,

 

Primeiramente, gostaria de dizer que estou muito feliz de todos terem voltado! E como o Rio de Janeiro virou uma torneira gigante, o que não me agrada tanto, resolvi escrever um novo post, desta vez para explicar sobre o Simon, meu coleguinha que vive comigo, mamis e papis e que mencionei ontem.

 

O Simon não é outro gato (fzzzzzzz), mas sim um bonitinho cachorro pastor alemão de pelúcia que meus pais me trouxeram de presente das férias. Eu não contei pra eles que, na verdade, meu presente favorito foram os palitos de whiskas, mas até que foi legal para treinar meus golpes de MMA.

 

Nossa interação foi logo de cara. Ele não me xinga e não revida os golpes que dou nele. Isso é o que mais me atrai, então acabo levando ele comigo para todos os lugares. Quando a mamãe viu que estávamos juntos, quis colocar o nome dele de Simon, porque é esse o nome do marido da Adele, a cantora. Só que a mamis deve estar meio lelé da cuca! Como que eu ia me apaixonar por um cachorro com tantos gatinhos dando sopa por aí? Mas o nome colou.

 

Ô manhê, cê trouxe mais presentes? Adorei essa cabaninha!

Ô manhê, cê trouxe mais presentes? Adorei essa cabaninha!

Simon e eu, em nossa primeira noite juntos na casa da vovó. Mas somos apenas bons amigos!

Simon e eu, em nossa primeira noite juntos na casa da vovó. Mas somos apenas bons amigos!

Boas vindas!

Aprendi a gostar de escrever com a mamãe!

Aprendi a gostar de escrever com a mamãe!

PessoALL,

é com muita alegria (tipo quando mamãe compra atum) que escrevo este primeiro post.

Agora que mamãe tem passado mais tempo comigo, não preciso ficar 100% deitada na cabeça dela, tipo burka: agora posso usar os 20% restantes para escrever para vocês!

Eu descobri por acaso o blog do Borges, o gato (que menciono no post sobre o meu blog). Adorei a forma como ele interage com seus fãs e quis também compartilhar os meus dias, que são muito legais!

Falando um pouco de mim: além de comer atum, ração seca, molhada e brincar com meus diversos brinquedos, eu também adoro dormir da pia, vigiar a varanda e lutar MMA com o Simon, meu coleguinha. Mas sobre o Simon eu falarei no próximo post.

Ah, eu também fiz muitos amigos bichanos no facebook, quem sabe algum deles não aparece por aqui? Boa ideia, vou pedir pra mamãe convidá-los a passar por aqui! Inclusive, Adelícia foi o apelido que ganhei da tia Mônica Reis, mãe da Mel, que me tirou no bichano oculto.

Sejam bem-vindos!

Lambeijos,

Adele.